Tamborville: Um breve relato sobre a história da Engenharia Civil e o importante papel do Andaime

Quando pensamos em Engenharia Civil, geralmente lembramos de obras que fazem parte do nosso dia-a-dia, como casas, pontes, edifícios e viadutos. Porém, este segmento da engenharia já foi responsável pela realização de obras magníficas, como o Taj Mahal, o Empire State Building e, milênios atrás, as grandes Pirâmides do Egito.

Em todas essas obras históricas, um personagem muito importante (e pouco lembrado) estava presente, sustentando os trabalhadores e todas as suas ferramentas. Este tal personagem é o Andaime. Continue lendo e viaje conosco pela história da engenharia civil e descubra como ele se tornou uma peça fundamental nesta narrativa.

Imagem: Pixabay

Primeiramente, vamos falar um pouco mais sobre este personagem:

O andaime é uma estrutura montada, de caráter provisório, para sustentar os trabalhadores durante a execução de serviços em locais de grande altura, com a utilização de ferramentas e equipamentos, facilitando a construção ou o reparo da obra. Para que esteja apto ao uso, os andaimes devem passar por todos os testes de Inspeção de qualidade. Desde o momento em que os tubos de aço chegam para o corte, passando pela pintura reveladora, até a pintura final do produto.

 

As primeiras aparições do andaime nos primórdios da Engenharia Civil

Pode-se dizer que a engenharia civil tenha se originado entre 4000 e 2000 a.C., no Egito, quando os meios de transporte ganharam uma grande importância, o que levou ao desenvolvimento da roda. Na mesma época, de acordo com os historiadores, as grandes pirâmides foram construídas e essas obras monumentais podem ser consideradas como as primeiras grandes estruturas da história.

Imagem: Pixabay

Os egípcios usavam rampas de madeira e andaimes para construir as pirâmides. Segundo o historiador Heródoto, a primeira pirâmide foi construída em degraus, como uma escada. As pedras que foram utilizadas na construção das pirâmides foram levantadas por meio de um pequeno andaime de madeira. Desta forma, elas foram erguidas da terra para o primeiro “degrau da escada”; lá elas foram colocadas em outro andaime, com o qual foram levantadas para o segundo degrau, e assim por diante. O acabamento foi iniciado na direção inversa, do topo até o nível mais baixo.

Os Romanos desenvolveram estruturas extensas em seu império, incluindo aquedutos, pontes e barragens. Na Grécia, temos o Parthenon e muitas grandes obras importantes para a cultura local (e mundial). Todas essas obras têm um fator comum: o andaime de madeira.

 

Imagem: Pixabay

Enquanto isso, na China, onde foi realizada uma das maiores obras da Engenharia, em torno de 200 a.C., o andaime de bambu tem sido usado há mais de 5.000 anos. Embora leve, o bambu é suficientemente forte para suportar o peso dos trabalhadores e dos seus equipamentos. Graças ao seu peso e durabilidade, nenhuma máquina é necessária para montar o andaime e colocá-lo no lugar. Apesar de os andaimes de metal serem comuns atualmente no país, os andaimes de bambu ainda são amplamente utilizados em algumas regiões.

 

A transição da madeira para o metal

Na Europa, a transição dos andaimes de madeira para os de metal, aconteceu no início do século XX. Em 1906 Daniel Palmer-Jones e seu irmão David Henry-Jones fundaram uma empresa especializada na fabricação de andaimes. Em 1919, eles introduziram o scaffixer – um conjunto de fixações que servia para segurar pedaços de madeira ou de metal, de uma maneira mais segura do que as tradicionais fixações com corda. Eles receberam a oportunidade de trabalhar na reconstrução do Palácio de Buckingham em 1913, o que garantiu o sucesso da sua invenção.

Imagem: Royal Collection

A evolução da fabricação e montagem de andaimes garantiu uma maior eficiência nos canteiros de obras, mas, mesmo assim, a utilização de andaimes ainda deve ser acompanhada de perto pelo engenheiro responsável pela obra, pois é necessário ter cautela, tanto na montagem como na sua utilização por parte dos trabalhadores.

 

Diferentes tipos de andaimes

Andaime Independente – É composto por mais de duas fileiras de tubos metálicos verticais, conectados por peças modulares ou engates rápidos de conexão.

Andaime Tubular – Esse tipo de andaime é indicado para diversos tipos de obras e canteiros. As ponteiras dos painéis são trefiladas no próprio tubo, sem soldas, garantindo maior resistência, durabilidade e segurança.

Andaime Fachadeiro – Ele permite a circulação dos trabalhadores em vários níveis, com livre acesso à área de trabalho. É usado em pintura e revestimento de fachadas, também em obras de reformas, manutenção predial e industrial.

Andaime Multidirecional – Possui encaixe e acoplagem rápido e automático. Seu sistema é constituído por uma pinça com chaveta rápida autobasculante, que se encaixa numa peça de engate, travando o sistema.

Andaime Suspenso Motorizado – Esse equipamento é usado para serviços de reparo, pintura, limpeza e manutenção e outras atividades na indústria da construção civíl. É constituído por uma plataforma que possui ganchos instalados em cada cabeceira, realizando a movimentação através de cabos de aço.

Andaime Tubo Equipado – É composto por tubos de aço galvanizado e acessórios que fazem as conexões, possibilitando a montagem multidirecional das estruturas especiais. Seu uso pode ser visto em plataformas de trabalho, passarelas, escoramentos, escadas, palcos e projetos diversos.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre a relação milenar entre o andaime e a engenharia civil? Então vamos lhe apresentar uma empresa que oferece a locação, a fabricação, a manutenção e a comercialização de andaimes e de outros diversos produtos para a construção civil, a Tamborville.

 

Tamborville – Equipamentos para Construção Civil

A Tamborville é uma empresa de reconhecida experiência na locação, fabricação, manutenção e comercialização de equipamentos e produtos para construção civil. Eles também atendem aos fabricantes de equipamentos, fornecendo peças e soluções para projetos especiais.

Com mais de 15 anos de experiência, estão sempre atentos às exigências do mercado, investindo constantemente na inovação e na diversificação, a fim de oferecer os melhores e mais modernos produtos. Com um atendimento personalizado, focado nas necessidades de seus clientes, a Tamborville possui uma central de vendas localizada na cidade de Joinville(SC), que atende ao Brasil inteiro.

Todos os produtos comercializados são fabricados com materiais resistentes, de acordo com as normas técnicas do segmento (NR18, NR35 e ABNT), o que permite oferecer uma garantia de 1 a 2 anos, com certificação, rastreabilidade e laudo de qualidade nos aços fornecidos. Entre seus fornecedores, há nomes como: Marcegaglia do Brasil, Tupper/SA e Gerdau.

Ela oferece a manutenção e montagem de equipamentos, jateamento, pintura, corte, dobra, solda (MIG/MAG) e corte a laser. Seus equipamentos são de fácil utilização e instalação, evitando desta forma desperdícios de material e mão de obra na execução dos serviços.

 

A Tamborville é uma das empresas pioneiras do Catálogo Empresarial CREA-SC. Acesse AQUI!

 

 

Fontes:

Blog Engenharia Verde / Metalica.com.br / Blog Mundo dos andaimes

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *